quarta-feira, 9 de julho de 2014

RESENHA: A culpa é das estrelas + FILME



Autor : John Green 
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Gênero: YA / Romance
Ano:  2012


Demorei MUITO para postar essa resenha, mas também não estava usando o blog, então tenho uma desculpa. Mais de um mês depois do lançamento do filme, eu venho fazer a resenha do livro e filme, A culpa é das estrelas. É, esse mesmo. O tão aguardado filme do ano, e o livro favorito da maioria das pessoas.




A história é narrada por Hazel Grace, uma adolescente de 17 anos, que com 13 descobriu que tinha câncer de tireoide com metástase nos pulmões. Por ela apenas ler um livro chamado "Uma aflição imperial" e assistir "America's Next Top Model" sua mãe acha que ela está entrando em depressão. E incentiva/força ela ir à um grupo de apoio para crianças com câncer. Em uma certa quarta-feira, ela conhece Augustus Waters lindo, que teve osteossarcoma e já está "curado" e é levado por Isaac a esse grupo de apoio. Rola uma "paquera" e umas alfinetadas entre ele e Hazel durante a reunião. Na saída eles presenciam a cena de Isaac e sua namorada (Mônica) se comendo beijando em público e isso vira um assunto entre eles, até que em meio a conversa jogada fora ele diz que ela se parece com a Natalie Portman no filme V de Vingança e a convida para assistir esse filme com ele (na casa dele -q).


Eles trocam algumas informações sobre si, e acaba que o Augustus lê "Uma aflição imperial" e a Hazel lê "O preço do alvorecer". O livro preferido dos dois. Assim como a Hazel, o Augustus fica revoltado com o livro - que também se trata de câncer - porque não tem final, e depois de algum tempo consegue entrar em contato com Peter Van Houten - autor do livro. E são "convidados" para ir à Amsterdã, para Peter tirar suas dúvidas sobre o livro. Depois de "enfrentar" algumas coisas, eles conseguem ir. E aí é o ponto, que eu não falo mais nada, porque aí estão as partes, digamos, mais legais do livro.

John Green tem uma narrativa fácil, que encanta não só os adolescentes mas também alguns adultos. Esse livro, virou o queridinho de várias pessoas - inclusive o livro é mais popular no Brasil, do que nos EUA -. Virando modinha ou não, o importante é o livro vender; e só vende porque é bom. Claro que tem algumas exceções de pessoas que não gostaram desse livro, mas vai de acordo com sua opinião. De longe, esse é o melhor livro do John Green - minha opinião.


Dei 5 estrelas ao livro, e favoritei.










Lançamento: 05/06/2014  
Direção: Josh Boone
Gênero: Romance / Drama
Elenco: Shailene Woodley, Ansel Elgort, Laura Dern, Sam Trammell, Willem Dafoe, Nat Wolf, Mike Birbiglia



Eu fui assistir esse filme dia 06/06 e juro pra vocês que eu levei lencinhos. -q  O filme no geral, foi bem fiel ao livro. Ficaram faltando algumas partes - a garota que pede a cânula da Hazel, a melhor amiga da Hazel, a ex-namorada louca do Gus, etc... - , mas que não são essenciais. Isso aqui não vai ficar longo, porque eu já contei a história ali em cima ↑.
Sobre a escolha dos atores, eu gostei. Tirando algumas diferenças na aparência com os personagens descritos do livro, o que importa é a atuação. Está aí, o motivo pelo qual o Ansel foi um ótimo Gus: atuação. E a Laura como a mãe da Hazel, surpreendeu também. Todo mundo esperava um Van Houten com um barrigão, mas o Willem não ficou em baixo. Assim como a Shailene não parecia com a Natalie Portman. Todos eles formaram um ótimo grupo de atuação, e conseguiram cumprir o desafio de passar emoção ao público.
Sinceramente, eu pensei que ia me desesperar lá no cinema, mas não. A única parte que as lágrimas desceram foi no pré-enterro - porque no resto do filme, só ficaram lá nos olhos borrando minha visão - e SPOILER quando a Hazel começa a chorar quando tem a notícia da morte do Gus. Quando acabou, eu fiquei tipo: MEU DEUS! ME DÁ UMA CONTINUAÇÃO. Todos se imaginaram na pele da Hazel nem que seja só por uma cena, e vou te dizer: Se você tiver saúde, levante sua bunda da cadeira e vá aproveitar a vida ao máximo. O filme tem várias mensagens subliminares, que se você prestar atenção consegue entendê-las. E também achei o máximo, aqueles balõezinhos mostrando as conversas.
No geral, o filme foi - pra mim -  4,5 (de 5).
Mesmo o filme, sendo ótimo eu ainda prefiro o livro.
 Se não foi assistir, ainda (por um milagre) vai logo! :))


Elenco do filme "A culpa é das estrelas"


                                                   

Nenhum comentário:

Postar um comentário