segunda-feira, 10 de agosto de 2015

RESENHA: Feios - Scott Westerfeld

                                                         

Título: Feios #1
Autor: Scott Westerfeld
Editora: Galera Record
Páginas: 415
Ano: 2012

Skoob

Feios é uma distopia que é contada por Tally, uma feia. Mas não é aquelas pessoas horrendas, ela é como nós. Nessa nova sociedade, nós todos somos considerados pessoas feias. E todo mundo quando completa 16 anos, ganha uma cirurgia para se tornar perfeito. E depois que seu melhor amigo Peris se torna um perfeito, o que ela mais quer é poder se tornar uma também e poderem viver uma vida cheia de diversão!
Em meio à aventuras, ela conhece Shay, que de jeito nenhum quer se tornar uma perfeita como todos os outros. E depois de Shay fugir, Tally precisa tomar uma decisão: entregar sua amiga e se tornar uma perfeita ou ficar feia para sempre.


Há realmente bastante tempo eu queria começar essa série, e até que enfim comecei. O livro é claramente uma crítica à sociedade atual. E nós somos os "Enferrujados" porque aparentemente fomos destruídos tentando fugir de algo, e eles encontram alguns carros e equipamentos enferrujados.

" - ...E as pessoas se matavam por coisas como uma cor de pele diferente. [...] Então, qual é o problema de as pessoas serem mais parecidas agora? É o único jeito de tornas as pessoas iguais.

- Poderiam pensar numa forma de deixá-las mais espertas."

Realmente me chamou a atenção o enredo do livro, e eu admiro a criatividade do Scott. Muitas pessoas não gostaram do livro, mas eu fico no meio. Não foi ruim, mas não foi uma maravilha. E eu não me arrependo nenhum pouco de lê-lo, inclusive quero ler a continuação.

O bom de ler distopias é que parece que nós estivemos dormindo por um tempo, e quando acordamos o mundo realmente está de tal modo. É incrível, como se tivéssemos viajado no tempo e ido parar em um livro.

Tem várias comparações com o mundo de hoje, e eu acho incrível poder saber do que eles estão falando, haha. E Tally se mete em cada confusão (mental e física) que às vezes nem achava o livro chato, como várias pessoas dizem.

Essa resenha foi tão curtinha, mas eu nem sei o que falar mais desse livro, fora o básico. Recomendo, sim. E me contem o que acharam também.




Nenhum comentário:

Postar um comentário